Kátia Abreu pede ao papa Francisco que interceda por vacina no Brasil

Presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado apelou ao líder católico por quebra de patentes para avançar vacinação no país

atualizado 08/04/2021 15:13

katia abreuReprodução

A presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Kátia Abreu (PP-TO), enviou, nesta quinta-feira (8/4), carta ao papa Francisco pedindo que interceda pelo Brasil, junto aos organismos internacionais, governos influentes e grandes empresas privadas, para que abram as patentes de vacinas contra a Covid-19.

“Santo Padre, rogo para que, das sacadas do Vaticano, conclame organismos internacionais, governos influentes e grandes empresas privadas a que abram as patentes de vacinas contra a Covid-19 e, assim, compartilhem com todos os países em desenvolvimento esse medicamento de caráter humanitário”, diz.

Na carta, a senadora destaca que o Brasil é a maior nação católica do mundo. Entretanto, neste momento, imperam ambiente de discórdia e discussões pueris.

“Venho à presença de Vossa Santidade confessar, com imensa tristeza, que em nosso querido Brasil hoje impera um ambiente onde a discórdia e as disputas políticas se sobrepõem à busca do bem comum. Discussões pueris, sobre questões que há muito deveriam estar mais do que aplainadas, nos confundem e abatem, escurecendo a consciência de nosso povo”, afirma.

0
Mortos

Kátia Abreu lembra que, atualmente, já morreram 330 mil pessoas por causa da Covid-19 e pede ao papa que, com seu carisma, fale aos brasileiros da necessidade do uso de máscaras e de outras medidas de higiene e distanciamento social.

“Fale também, querido e bondoso pastor, sobre como é vital, em casos de crise sanitária aguda, o fechamento parcial ou integral de cidades – chamado ‘lockdown” – para evitar que o vírus se disperse e mate ainda mais inocentes”, acrescenta.

Nesta quarta-feira (7/4), o Brasil registrou média móvel diária de 2.751 óbitos por Covid-19, quantidade um pouco menor do que a registrada na terça-feira (2.757), quando o país bateu seu recorde de mortes registradas em 24 horas, com 4.195 óbitos.

Foram 3.829 mortes e 92.625 novos infectados registrados nas últimas 24 horas em todo o país. Os dados são do mais recente balanço divulgado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). No total, o Brasil já perdeu 340.776 vidas para a doença e computou 13.193.205 casos de contaminação.

Confira a carta:

Kátia Abreu envia carta ao papa pedindo que interceda pelo Brasil by Metropoles on Scribd

Últimas notícias