Flávio Dino e Freixo oficializam filiação ao PSB para compor frente pró-Lula

O governador do Maranhão deve disputar vaga para o Senado. Já Freixo é aposta do partido para o governo do Rio de Janeiro

atualizado 22/06/2021 11:57

Luciana Lima/Metrópoles

O PSB oficializou, nesta terça-feira (22/6), as filiações do governador do Maranhão, Flávio Dino, e do deputado Marcelo Freixo (RJ). Os dois nomes serão apostas do partido para 2022, ano em que o PSB deve voltar a formar com o PT uma aliança para levar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto.

Pelos planos do partido, Dino deve ser candidato ao Senado. Freixo é uma aposta para disputar o governo do Rio de Janeiro em uma frente ampla com outros partidos de esquerda.

Além deles, também se filiou hoje ao PSB o ex-deputado federal pelo Espírito Santo Givaldo Vieira. Durante o ato de filiação, o presidente do partido, Carlos Siqueira, disse que os três chegam à sigla em um momento que é preciso um reforço no campo da esquerda com o objetivo de derrotar o presidente Jair Bolsonaro em 2022.

Siqueira apontou a necessidade de uma “frente amplíssima” no campo da esquerda e com a chega de partidos de centro e até mesmo liberais.

“Vocês, com a importância que têm no cenário político, chegam ao PSB em um momento em que temos um governo terrível, como o do senhor Bolsonaro. É um reforço que o PSB precisa no campo da esquerda. Precisamos formar uma frente amplíssima com todos aqueles que têm história na luta pela democracia”, anunciou.

Siqueira apontou ainda a necessidade de derrotar, no Rio de Janeiro, o bolsonarismo. E apontou Freixo como candidato ao governo.  “Freixo chega para libertar o Rio de Janeiro das milícias bolsonaristas”, apontou Siqueira.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias