Flávio Bolsonaro apontou gastos de Witzel um dia antes de operação da PF

Senador, que é filho do presidente Jair Bolsonaro, compartilhou imagem com supostos gastos do governo do Rio em hospitais de campanha

atualizado 26/05/2020 10:34

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) denunciou nessa segunda-feira (25/05), um dia antes de nova operação da Polícia Federal (PF), gastos do governo do Rio de Janeiro em hospitais de campanha.

A imagem, postada em uma rede social, tem autoria do deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ). A palavra “absurdo” aparece em destaque, acompanhada de supostos gastos na montagem dos hospitais.

“Alguma coisa errada que não está certa”, escreveu Flávio Bolsonaro. O senador é filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), antagonista do governador do Rio, Wilson Witzel, (PSC) e acusado de interferir politicamente na PF.

Veja a imagem compartilhada:

Na manhã desta terça-feira (26/05), ou seja, menos de 24 horas depois de Flávio compartilhar a imagem, a PF deflagrou a Operação Placebo, que investiga supostos desvios de recursos públicos no Rio de Janeiro.

0

O Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio, Wilson Witzel, foi alvo da ação. No total, os agentes cumprem 12 mandados de busca e apreensão, que foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Em nota, o governador carioca disse estranhar e se indignar que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada contra ele.

Além de Flávio Bolsonaro, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) antecipou, nessa segunda-feira, que governadores seriam alvos de operação da PF nos próximos meses. Ela anunciou o suposto “Covidão”.

Últimas notícias