Eduardo critica Doria por ações contra coronavírus: “Revoltante”

Governador de SP não descarta prender pessoas que não respeitarem a ordem de isolamento. Deputado cita Constituição e "prisão de inocentes"

Reprodução

atualizado 10/04/2020 9:02

Após diversas investidas contra o governador de São Paulo, João Doria, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou as redes sociais, nesta sexta-feira (10/04), para criticar medidas que serão tomadas pelo tucano com o intuito de conter a pandemia de coronavírus. O parlamentar criou a tag #DitaDoria.

Em entrevista, Doria afirmou que, caso a população não obedeça o isolamento imposto pelo estado, iniciativas mais drásticas serão tomadas.

“Medidas mais rígidas significam que as pessoas poderão receber voz de prisão. As pessoas precisam entender a gravidade da situação em que nós estamos”, disse o governador.

Para Eduardo Bolsonaro, a atitude de Doria é a de um ditador. “Revoltante! Doria diz que se confinamento em SP não for de 60%, prenderá pessoas nas ruas usando a PM. Para isso usará dados celulares do povo sem autorização. Por que nenhum repórter pergunta sobre Constituição, garantias individuais e como ele poderia prender inocentes?”, escreveu.

Antes, o deputado havia chamado o governador de São Paulo de “canalha” por causa de uma disputa pela hidroxicloroquina.

Últimas notícias