É falsa fala de Flávio Bolsonaro sobre pai matar filho gay

Não há registro público de que o primogênito do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) tenha dado tal declaração

atualizado 04/10/2018 14:50

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Circula nas redes sociais uma imagem que atribui ao candidato do PSL ao Senado pelo Rio de Janeiro, o deputado estadual Flávio Bolsonaro, declaração de que o Estado não deveria intervir no assassinato de um “filho gay” por um pai. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado.

Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Se um pai tira a vida de um filho gay, é uma questão familiar. Não acho que o Estado deva se intrometer ou julgar a atitude de um pai desesperado”
Texto que acompanha imagens publicadas no Facebook (aquiaqui aqui) e que, até às 20h10 do dia 02 de outubro de 2018, já tinham sido compartilhadas mais de 3 mil vezes

Não há nenhum registro público de que o filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) tenha dito a frase que aparece na foto que foi analisada pela Lupa. A imagem que viralizou também não traz a fonte de onde ela teria sido retirada. É possível dizer que, se Flávio Bolsonaro tivesse realmente dito o que lhe foi atribuído, o assunto teria repercutido amplamente nos meios de comunicação – fato que não aconteceu.

Lupa entrou em contato com a campanha de Flávio Bolsonaro na tarde da terça-feira (2/9), e seus assessores desmentiram o conteúdo das imagens que viralizaram nas redes sociais. “Triste que alguém possa levar tamanho absurdo a sério”, diz trecho da nota enviada à Lupa.

O portal Boatos.org também fez verificação semelhante.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Mais lidas
Últimas notícias