CPI da Covid: senadores do G7 entregam relatório a Rodrigo Pacheco

Senado deve votar, nesta quarta-feira (27), a resolução para a criação de uma frente parlamentar que funcionará com observatório da Covid-19

atualizado 27/10/2021 20:06

CPI da Covid_Rodrigo PachecoJefferson Rudy/Agência Senado

Os senadores do G7, grupo majoritário na CPI da Covid-19, entregaram, nesta quarta-feira (27/10), o relatório final da comissão ao presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Há a expectativa de que o Senado vote, nesta quarta, extrapauta, o Projeto de Resolução do Senado n° 53/21, que cria a Frente Parlamentar Observatório da Pandemia da Covid-19.

Antes de receber o documento das mãos do vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Pacheco destacou que sempre deu autonomia investigativa à comissão.

“Neste instante, reiterando o que sempre foi a posição do presidente deste Senado de conferir à CPI como órgão do Senado a autonomia e a independência para se desincumbir de ordem investigativa contra todos aqueles que precisam ser investigados para responder por ações e omissões durante a pandemia”, destacou o presidente do Senado.

No relatório, com 1.288 páginas, aprovado nessa terça-feira (26/10), além dos 80 pedidos de indiciamentos, há propostas legislativas que os parlamentares da comissão querem articular para levar ao plenário da Casa.

0

Mais cedo, os senadores se reuniram com o procurador-geral da República, Augusto Aras, e com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Os parlamentares disseram que Aras sinalizou que tomará providências, mas preferiram a cautela e eles mesmos vão enviar a investigação fatiada a cada órgão competente.

Mais lidas
Últimas notícias