Coronavírus: Maia abre mão de R$ 150 mi do orçamento da Câmara

Os cortes serão em despesas como viagens nacionais e internacionais de deputados, horas extras e obras ainda não iniciadas

atualizado 07/04/2020 18:27

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sentado a mesa durante café da manhã com jornalistasIgo Estrela/Metrópoles

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), abriu mão de R$ 150 milhões do orçamento da Casa para ser realocado em despesas de enfrentamento ao novo coronavírus. A portaria foi assinada nesta terça-feira (07/04), em acordo com os líderes partidários.

Os cortes nas despesas são referentes a viagens nacionais e internacionais de parlamentares, servidores e colaboradores; horas extras e adicionais noturnos; além de obras que não tenham sido iniciadas e contratação de novos serviços.

Do montante, serão abatidos R$ 43 milhões em despesas de pessoal, R$ 49 milhões em investimentos e R$ 58 milhões em custeio operacional. Os valores serão reencaminhados às medidas de combate contra a Covid-19.

“Assino um ato da Mesa com o corte de gastos de R$ 150 milhões no enfrentamento à crise [do coronavírus], com o corte de despesas de passagens, além de horas extras”, explicou Maia em coletiva de imprensa.

Últimas notícias