Conselho de Ética decide seguir com processo contra Daniel Silveira

Nesta investigação, parlamentar é acusado de gravar uma reunião sigilosa do partido dentro da Câmara

atualizado 09/03/2021 19:30

Deputado Daniel Silveira é presoAline Massuca/Metrópoles

Por 15 votos a 1, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiu nesta terça-feira (9/3) pela continuidade do processo disciplinar contra Daniel Silveira (PSL-RJ), no qual ele é acusado de gravar uma reunião sigilosa do partido promovida dentro da Câmara.

A maioria do colegiado aprovou o parecer preliminar do relator Alexandre Leite (DEM-SP) pela admissibilidade do caso.

Silveira tem 10 dias úteis para apresentar uma defesa por escrito. Ele poderá também indicar provas e chamar testemunhas. Ao todo, até a votação do parecer final, o caso pode levar cerca de 60 dias no Conselho de Ética para uma definição sobre o destino do deputado.

O caso não tem relação com a recente prisão do parlamentar. O deputado foi preso por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), depois de ter divulgado um vídeo no qual faz ataques a ministros da Corte.

0

 

Últimas notícias