Bolsonaro se reuniu com deputada alemã da ultradireita

Encontro ocorreu na semana passada, fora da agenda. Parlamentar também teve agenda com deputados Bia Kicis e Eduardo Bolsonaro

atualizado 26/07/2021 11:23

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu a deputada Beatrix von Storch, vice-líder do partido Alternativa para a Alemanha. Grupo é acusado de propagar ideias neonazistas.Reprodução/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu na semana passada a deputada alemã Beatrix von Storch, vice-líder do partido Alternativa para a Alemanha (AfD), investigado por propagar ideias extremistas e neonazistas. O encontro não consta na agenda oficial do mandatário da República, mas um registro foi compartilhado nesta segunda-feira (26/7) pela parlamentar.

“Gostaria de agradecer ao presidente brasileiro a amistosa recepção. Estou impressionada com sua clara compreensão dos problemas da Europa e dos desafios políticos de nosso tempo. Em um momento em que a esquerda está promovendo sua ideologia por meio de suas redes e organizações internacionais em nível global, nós conservadores devemos nos unir mais e defender nossos valores conservadores em nível internacional. Além dos EUA e da Rússia, o Brasil é um parceiro estratégico global para nós, com quem queremos construir o futuro juntos”, escreveu Beatrix von Storch.

Na foto que acompanha a publicação, o chefe do Executivo nacional aparece sorridente ao lado da parlamentar e do marido dela, Sven von Storch.

Veja a publicação:

Questionada, a Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República não informou a data e o local em que o encontro ocorreu nem o motivo pelo qual o compromisso não consta na agenda oficial do titular do Palácio do Planalto.

Reunião com deputados bolsonaristas

Beatrix também se reuniu com a deputada Bia Kicis (PSL-DF) e com um dos filhos do presidente, o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). “Somos unidos por ideais de defesa da família, proteção das fronteiras e cultura nacional”, escreveu Eduardo em um post ao comentar o encontro.

Em foto publicada ao lado da parlamentar alemã, no dia 22/7, Bia Kicis celebrou a união e a semelhança de pautas defendidas.

O Museu do Holocausto comentou o encontro de Kicis pontuando que a Alternative für Deutschland (Alternativa para a Alemanha) “é um partido político alemão de extrema direita, fundado em 2013, com tendências racistas, sexistas, islamofóbicas, antissemitas, xenófobas e forte discurso anti-imigração”.

A deputada alemã também foi recebida pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, na última quinta-feira (22/7), conforme registros divulgados pela própria pasta.

Em março deste ano, a agência de inteligência da Alemanha colocou o partido de Beatrix von Storch sob vigilância. As comunicações e os movimentos do AfD estão sendo controlados pela inteligência alemã, conhecida como Ação Federal para a Proteção da Constituição, desenvolvida para proteger o país da ascensão de políticas semelhantes ao nazismo.

Atualmente, a sigla AfD é conhecida pelo discurso radical anti-imigração. O partido adotou recentemente programa eleitoral com aspectos negacionistas da pandemia.

Beatrix von Storch é neta de Johann Ludwig Schwerin von Krosigk, que serviu como ministro das Finanças da ditadura de Adolf Hitler por mais de 12 anos.

0

Últimas notícias