Bolsonaro ri ao falar de pedido de impeachment de Moraes: “Caiu pro Kassio Nunes?”

Mais cedo, ministro Nunes Marques foi sorteado relator de ação que pede destituição de Alexandre de Moraes, também integrante do STF

atualizado 12/04/2021 21:59

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) riu ao ser informado por um apoiador, na noite desta segunda-feira (12/4), no Palácio da Alvorada, de que o ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), será o relator da ação que pede para que a Corte mande instaurar um processo de impeachment do colega de toga Alexandre de Moraes.

A ação foi apresentada pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), em fevereiro, após a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), que usou as redes sociais para divulgar um vídeo com ameaças a ministros da Corte e apologia à ditadura militar. A prisão foi determinada por Moraes no âmbito de dois inquéritos que tramitam na Corte: o das fake news e o de atos antidemocráticos.

“Caiu para o Kassio Nunes?”, pergunta o presidente, surpreso e aos risos. “Olha, eu não interfiro em lugar nenhum. Fui claro naquela decisão de um ministro do Supremo para abrir o impeachment para apurar denúncia contra o presidente Jair Bolsonaro e não contra quem possivelmente desviou recurso”, prosseguiu.

Nunes Marques foi indicado por Bolsonaro para o STF.

A luta pela destituição de Moraes ganhou força na última semana, após o ministro Luís Roberto Barroso determinar que o Senado desse prosseguimento ao pedido de instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar irregularidades cometidas pelo governo federal no combate da pandemia.

A CPI representou duro golpe ao presidente Bolsonaro, que indicou retaliação ao STF com estímulo ao andamento de pedidos de impeachment de ministros que estavam engavetados no Senado Federal.

No domingo (11/4), Kajuru e Bolsonaro voltaram a discutir o impeachment de ministros do STF em uma gravação telefônica gravada e divulgada pelo senador. Na ocasião, o parlamentar afirmou ao presidente que já pediu à Suprema Corte para determinar ao Senado a análise do impeachment de Moraes.

Um processo de impeachment de ministro do Supremo só pode ser instaurado com autorização do presidente do Senado. O rito também depende da aprovação da maioria dos senadores.

Leia o trecho da conversa entre Bolsonaro e Kajuru

Bolsonaro: Vamo lá, Kajuru, coisa importante aqui: A gente tem que fazer do limão uma limonada. Por enquanto, o limão é o que está aí, e tá para sair uma limonada. Acho que você já fez alguma coisa. Tem que peticionar o supremo pra botar em pauta o impeachment também.

Kajuru: E o que eu fiz? O senhor não viu o que eu fiz não?

Bolsonaro: Parece que você fez. Fez pensando em investigar quem?

Kajuru: O Alexandre de Moraes, ué.

Bolsonaro: Tudo bem.

Kajuru: Eu tenho que começar pelo Alexandre de Moraes, porque o do Alexandre de Moraes meu, já está lá engavetado pelo Pacheco, só falta ele liberar, correto?

Bolsonaro: Você pressionou o Supremo, né?

Kajuru: Sim, claro. Eu entrei contra o Supremo. Entrei ontem às 17h40.

Bolsonaro: Parabéns para você.

Últimas notícias