Bolsonaro diz que só falta à posse no Uruguai se “estiver morto”

A proclamação do resultado obtido no último domingo, que dá vitória ao grupo de centro-direita será feita nesta quinta ou sexta-feira

Myke Sena/Especial para o Metrópoles

atualizado 25/11/2019 10:48

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que pretende ir à posse do candidato de centro-direita, Luis Lacalle Pou, no Uruguai, se o resultado das eleições for confirmado. Lacalle Pou tem uma vantagem de 28 mil votos com todas as urnas apuradas, mas o anúncio do vencedor será feito no fim desta semana.

“Não está confirmado ainda. Eu acho que dificilmente reverte. Se, por ventura, tivesse sido declarado ontem [domingo] vitorioso, já estava acertado um telefonema nosso para lá. Bem como a confirmação da nossa ida à posse”, disse Bolsonaro.

O próximo presidente do Uruguai será conhecido apenas na próxima quinta (28/11/2019) ou sexta-feira (29/11/2019), de acordo com a Corte Eleitoral do país. Com 100% das urnas apuradas à 1h27 do domingo (24/11/2019), o Luis Lacalle Pou aparece com 48,7% dos votos válidos contra 47,5% do governista Daniel Martínez.

“Só se eu estiver morto, se não tiver morto irei à posse desse candidato que está na frente. O outro, converso com ele. Ele não se manifestou como o da Argentina [Alberto Fernández] se manifestou”, disse o presidente.

Anteriormente, Jair Bolsonaro afirmou que não vai à posse do novo presidente argentino.

Últimas notícias