Bolsonaro critica prisão para fake news e compara pena à de homicídio

Congresso derrubou veto presidencial que retirava punição mais dura para criação ou propagação de informação falsa nas eleições

Andre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 29/08/2019 22:27

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) criticou a derrubada do veto que retirava uma punição mais dura para criação ou propagação de fake news no período eleitoral pelo Congresso e comparou a pena com a de homicídio simples. O comentário foi feito durante transmissão ao vivo pelo Facebook, na noite desta quinta-feira (29/08/2019).

“Hoje em dia, por ocasião das eleições do ano que vem para prefeito e governador, se você pega uma matéria qualquer e passa para um amigo seu que por ventura não seja verdadeira, você pega de dois a oito anos de cadeira. Agora, detalhe: quem comete um homicídio simples, a pena varia de seis a 20 anos”, disse.

“Então, com um homicídio simples, você pode pegar seis anos de cadeia. Com uma pena máxima para fake news você pode pegar oito anos. Então, um clique tem uma pena maior do que um ‘teco’”, completou o presidente.

Ao lado de Bolsonaro, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, concordou com a desproporcionalidade apontada pelo presidente. “Não dá para fazer presídio para tanta gente”, afirmou.

Últimas notícias