Bolsonaro afirma não haver nome definido para assumir Educação

Jornais chegaram a especular a indicação de Mozart Neves Ramos, que se reunirá na quinta feira (22/11) com o presidente eleito

atualizado 22/11/2018 6:50

Daniel Ferreira/Metrópoles

Presidente eleito, Jair Bolsonaro afirmou, por meio de sua conta oficial do Twitter, que, até esta quarta-feira (21/11), ainda não há um nome definido para assumir o Ministério da Educação. Mais cedo, o jornal Estado de S. Paulo havia divulgado que uma possível oficialização de Mozart Neves Ramos seria até esta quinta-feira (22).

Mesmo com as especulações, o Instituto Ayrton Senna desmentiu os rumores divulgados pela imprensa de que Mozart tenha sido convidado para comandar o MEC no governo de Bolsonaro. No entanto, não foi descartada a possibilidade de o presidente da organização assumir a pasta, visto que haverá uma reunião entre os dois nesta quinta (22).

Formado em química e ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ramos esteve ao lado de Viviane Senna em todas as reuniões feitas com o presidente eleito durante e depois da eleição. Trata-se de um nome que transita bem entre os mais conservadores e os progressistas.

Últimas notícias