Araújo diz que Eduardo é a “melhor pessoa” para assumir embaixada

Na última quinta-feira, os Estados Unidos formalizaram o aval referente à indicação do filho de Bolsonaro para a representação brasileira

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 15/08/2019 16:42

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, reafirmou nesta quinta-feira (15/08/2019) acreditar que o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), é a “melhor pessoa” para assumir a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos. O governo ainda não oficializou o nome do parlamentar.

Araújo participou nesta quinta de sessão solene em Homenagem ao Dia da Imigração Chinesa no Brasil, na Câmara dos Deputados. Na saída do evento, foi questionado acerca da data que o governo fará a indicação – no entanto, não respondeu.

O ministro também foi indagado sobre se a demora em fazê-lo é medo de que Eduardo possa sofrer derrota no Senado, uma vez que o órgão precisa aprovar a medida. “Não. De forma nenhuma”, respondeu Araújo.

Na última quinta-feira (09/08/2019), os Estados Unidos formalizaram o aval para a indicação de Eduardo Bolsonaro ao posto de embaixador do Brasil em Washington. Agora, cabe ao governo brasileiro oficialização no diário oficial a escolha do filho do presidente para o cargo diplomático.

Nessa quarta (14/08/2019), Eduardo defendeu a sinergia entre diplomacia e defesa nacional ao discursar na abertura do seminário “Desafios à Defesa Nacional e o papel das Forças Armadas”, realizado na Câmara dos Deputados. “O próprio Frederico II, conhecido como O Grande, disse certa vez que ‘diplomacia sem armas é como música sem instrumentos'”, destacou.

Araújo comentou ainda sobre o futuro do Mercosul caso Alberto Fernández vença a eleição presidencial na Argentina. “Temos que ver qual a plataforma que eles trariam nessa hipótese.”

Últimas notícias