Após atos, Bolsonaro recebe presidentes de outros Poderes no Alvorada

Para tentar amenizar a situação, o presidente da República convidou Dias Toffoli, Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia para um café da manhã

atualizado 27/05/2019 21:49

Reprodução / Flickr Planalto

Depois das manifestações em apoio às medidas do governo de Jair Bolsonaro (PSL) e contra os trabalhos do Congresso Nacional, o presidente convidou para um café da manhã nesta terça-feira (28/05/2019) os chefes de todos os outros Poderes da República.

O encontro ocorrerá às 8h, no Palácio da Alvorada. Participam os presidentes: do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli; do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP); e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, também foram convidados.

Nesta segunda-feira (27/05/2019), Bolsonaro declarou, por meio de uma mensagem lida pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, que “a voz das ruas não poderia ser ignorada” e defendeu um “pacto pelo Brasil”.

O recado vem depois dos atos do último domingo (26/05/2019), que criticaram o Judiciário e o Congresso, especialmente o presidente da Casa e articulação dos parlamentares do chamado Centrão, sobretudo pela aprovação da Medida Provisória (MP) 870, que tirou o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça e o transferiu para a pasta da Economia.

Entretanto, a pressão das ruas não mudou a agenda de atividades no Parlamento, que analisará outras MPs que estão prestes a caducar.

Rodrigo Maia passou a noite desta segunda-feira reunido com integrantes da equipe econômica e parlamentares aliados, tratando da tramitação das matérias – especialmente as de maior interesse do Planalto.

Estiveram com o presidente da Câmara nesta noite, além do secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues Junior: o secretário especial adjunto de Fazenda, Esteves Colnago; o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida; o secretário de Orçamento Federal, George Soares; e Bruno Travassos, assessor especial do ministro da Economia, Paulo Guedes. Nova rodada de reuniões está marcada para esta terça.

Últimas notícias