ABI pede impeachment de Bolsonaro após saída de Moro

Pedido foi aprovado pela direção da ABI nessa quinta-feira (24/04). Com saída de Moro, processo vai ser acelerado, acredita a ABI

atualizado 24/04/2020 14:05

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) anunciou nesta sexta-feira (24/04) que vai entrar com um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em nota, o presidente da entidade, Paulo Jeronimo de Souza, disse que resolveu agilizar o processo após a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A diretoria da ABI já havia aprovado o ingresso do pedido de impeachment nessa quinta-feira (23/04) por causa da atuação do presidente frente à pandemia do novo coronavírus.

Durante o pronunciamento, feito na manhã de hoje, Moro acusou Bolsonaro de interferir politicamente na direção da Polícia Federal (PF). Maurício Valeixo foi exonerado da direção-geral da corporação sem o aval do ministro.

“Os acontecimentos relacionados com a exoneração do ministro Sergio Moro tornam o comportamento [do presidente] ainda mais grave e sua situação no cargo ainda mais insustentável”, diz Jeronimo.

Veja, a seguir, a íntegra da nota divulgada pela ABI:

Fora Bolsonaro. Impeachment já

Em reunião realizada ontem, quinta-feira, à noite, a Diretoria da ABI aprovou ingressar com um pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro, tendo em vista os sucessivos crimes de responsabilidade cometidos por ele, assim como os graves atentados à saúde pública e à vida materializados no estímulo ao desrespeito às orientações das autoridades da área de Saúde no tocante à prevenção à pandemia do coronavírus.

Os acontecimentos relacionados com a exoneração do ministro Sérgio Moro que vieram à tona hoje, caracterizando a tentativa do presidente de usar a Polícia Federal para seus interesses pessoais tornam o seu comportamento ainda mais grave e sua situação no cargo ainda mais insustentável.

Diante disso, a ABI resolveu agilizar os procedimentos para ingressar com o pedido de impeachment de Bolsonaro imediatamente.

Havendo novas notícias, informaremos.

Paulo Jeronimo de Sousa – Presidente da ABI

Mais lidas
Últimas notícias