Votação da Previdência marca retorno de Flordelis à Câmara

Ao ser abordada pela reportagem, disse apenas que não daria entrevistas porque não se sentia bem

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 10/07/2019 18:59

Com os cabelos mais escuros, vestida com blazer e saia pretos, mas ainda pálida e totalmente silenciosa. É assim que a deputada federal Flordelis (PSD-RJ) voltou ao plenário da Câmara, nesta quarta-feira (10/07/2019). Por pouco a presença da pastora não passou despercebida. Intencionalmente, a parlamentar tenta se esconder. Flordelis passou boa parte da discussão da proposta da reforma da Previdência sentada nas cadeiras dedicadas a assessores e alheia às brigas entre oposição e base do governo que marcaram a sessão.

Ao ser abordada pela reportagem, disse apenas que não daria entrevistas porque não se sentia bem. “Hoje é meu primeiro dia de volta e só quero que passe logo”, completou. Na sequência, foi retirada do plenário por assessores. Segundo eles, a deputada “já falou muito e não vai mais falar com a imprensa”.

Minutos depois, Flordelis voltou ao plenário. Com as mãos no rosto e encolhida em uma cadeira, se escondeu entre os parlamentares. Sempre que um dos deputados tentava falar com ela, se recusava a levantar ou conversar muito. Várias vezes pedia para ser deixada sozinha no seu canto, e seguia em silêncio.

Teve momentos que usou uma das bandeiras do Brasil para esconder o rosto. Outros, se misturou entre os demais deputados com roupa preta. Até que, mais uma vez, deixou a sessão, amparada por assessores, após registrar presença no painel eletrônico.

Últimas notícias