*
 

Cerca de 1.500 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Via Campesina começaram a chegar no Distrito Federal nesta segunda-feira (13/8). As polícias Militar e Rodoviária Federal acompanham três caravanas: DF-003, km 0, balão do Colorado; DF-003, Km 30, Park Way, próximo à Quadra 26; e DF-075, km 5, Riacho Fundo 1.

Na descida do Colorado, o trânsito está praticamente parado. Há registro de engarrafamento também na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB).

A caminhada rumo a Brasília tem o objetivo de se juntar às mobilizações em torno do registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, programada para a próxima quarta (15), quando o PT pretende protocolar a chapa encabeçada por Lula.

Veja vídeo divulgado pelo MST:

 

Três marchas partiram de pontos distintos do Entorno do DF e os trabalhadores rurais pretendem percorrer cerca de 50 quilômetros até o Parque da Cidade e o estacionamento do estádio Mané Garrincha, onde devem ficar concentrados.

Um dos coordenadores do movimento, identificado como Filho, explicou a intenção do grupo: “Queremos que a Justiça cumpra a Constituição Brasileira, pois a lei diz não existir prova, não há crime. O país vive um golpe e Lula tem de ser solto”.

A mobilização intitula-se Marcha Lula Livre e teve início na sexta-feira (10). De acordo com os organizadores, ao todo, as três marchas reúnem cerca de cinco mil militantes.

No dia 15, a programação é, a partir das 14h, marchar até o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde ocorrerá o registro da candidatura, às 16h.