*
 

A sabatina do pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) no programa Roda Viva da TV Cultura mobilizou 717.308 publicações no Twitter. A movimentação ocorreu entre as 20h de segunda-feira (30/7) e as 8h de terça (31), com cerca de 60 mil tuítes por hora. Os dados são da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP).

O volume registrado em 12 horas é equivalente a cerca de 65% das menções sobre o presidenciável computadas nos sete dias anteriores (de 23 a 29 de julho) à entrevista. O pico de referências ocorreu por volta das 23h, quando foram lançadas aproximadamente 40% das menções e uma média de 4,6 mil tuítes por minuto.

Durante o programa, o militar reformado não fugiu das polêmicas. Disse que pessoas usaram a tortura para obter indenizações e poder. Afirmou querer o astronauta Marcos Pontes como ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e criticou veemente as cotas em instituições públicas de ensino.

Divulgação/FGV

Mapa de interações

As interações motivadas pela entrevista de Jair Bolsonaro no “Roda Viva” geraram dois principais grupos de discussões. O maior deles, em laranja no mapa a seguir, agregou mais de 54,2% das contas em interação e é composto por perfis que se posicionam de forma contrária ao deputado federal.

O segundo maior grupo, em verde, tem cerca de 26% dos perfis e demonstra apoio a Bolsonaro. Também foram identificados dois grupos menores (rosa e cinza), com quase 5% dos perfis, cada. A presença de robôs não foi significativa na análise. (Com informações da FGV DAPP)

Divulgação/FGV