Relator faz plantão na Economia para ajustar texto da Previdência

Impasse sobre a inclusão de estados e municípios na reforma pode atrasar o relatório que será apresentado na comissão especial da Câmara

Antonio Cruz/ Agência BrasilAntonio Cruz/ Agência Brasil

atualizado 08/06/2019 19:58

Com o impasse sobre a inclusão – ou não – de estados e municípios no texto da reforma da Previdência, os trâmites da proposta avançam em ritmo lento e a principal tarefa do relator da comissão especial da Câmara dos deputados que analisa o assunto, deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP, foto em destaque), é buscar ajustes no texto que apresentará. Por conta disso, este sábado (08/06/2019) foi de conversas e articulações em Brasília.

Moreira e o secretário especial da Previdência, Rogério Marinho, foram no início da noite até o Ministério da Economia, para um plantão com a equipe técnica da pasta e consultores legislativos da Câmara.

Na reunião, estão o secretário especial adjunto de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim, o secretário adjunto de Previdência, Narlon Nogueira, e outros membros da Secretaria de Previdência.

Na pauta desta agenda, estão prováveis alterações no relatório que Moreira apresentará na comissão, o que está previsto para ser feito na semana que vem, mas só depois de uma conversa que o relator pretende ter com os governadores.

E os entendimentos com os gestores estaduais será exatamente para definir se estados e municípios serão incluídos na abrangência das medidas propostas para a Nova Previdência.

Os governadores já marcaram uma reunião em Brasília na terça-feira (11/06/2019) para debater esse ponto. A ideia de Moreira é aproveitar a ocasião para entender qual o posicionamento dos gestores, que já se colocaram favoráveis à inclusão de estados e municípios.

Líder visita Bolsonaro
Mais cedo, o líder do governo na Câmara dos Deputados, major Vitor Hugo (PSL-GO), encontrou-se com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), no Palácio da Alvorada, para relatar a quantas anda a reforma da Previdência.

Após o encontro, o líder afirmou à imprensa que é difícil prever um cronograma de apresentação do relatório de reforma na comissão especial, já que a data depende do relator. Vitor Hugo garantiu que vem conversando com o presidente da comissão, Marcelo Ramos (PL-AM), para que os trâmites aconteçam o mais rápido possível.

“Conversei com o presidente da comissão especial sobre acordos que permitirão que a discussão ocorra. A intenção é que a gente chegue ao término com uma obstrução que seja razoável, mas não seja impeditiva”, afirmou Vitor Hugo.

Mapear votos
O líder do governo espera que a primeira apresentação do texto ocorra logo após a reunião de governadores. “A partir do momento que tivermos esse novo texto, do relator, a gente inicia as conversas com os líderes pra mapear os votos”, afirmou o major.

Vitor Hugo afirmou, ainda, que tem conversado com líderes e deputados e que acredita que a maioria já está convencida a votar a favor da reforma. (Com informações da GloboNews)

Últimas notícias