Previdência: “Senadores estão pedindo a capitalização”, diz Jereissati

Escolhido relator da reforma da Previdência na CCJ do Senado, tucano avalia, entretanto, que novo sistema de financiamento exige estudos

Daniel Ferreira/MetrópolesDaniel Ferreira/Metrópoles

atualizado 08/08/2019 16:19

Entre as costuras que o senador Tarso Jereissati (PSDB-CE), relator da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, terá que fazer são os pontos que entrarão na “PEC paralela”, que inicialmente incluiria estados e municípios no texto. Nesta quinta-feira (08/08/2019), ele indicou que alguns senadores estão pedindo também o regime de capitalização.

O tucano ressalta, porém, que o tema exige debate. “Existem senadores propondo o sistema de capitalização, Isso existe em vários modelos, que exigem discussões técnicas”, adiantou. O sistema de capitalização é uma espécie de poupança que o trabalhador faz para garantir a aposentadoria no futuro, na qual o dinheiro é investido individualmente.

O relator prometeu discussões. “Vamos ouvir sindicatos, associações. O projeto já foi bastante discutido e a grande ausência é a questão de estados e municípios. Se vierem sugestões, devem ser encaixadas na PEC paralela, não no texto principal”, indicou.

Jereissati adianta que a tendência é de que seu relatório mexa o mínimo possível no texto principal das mudanças do regime de aposentadorias. “A reforma que veio da Câmara é boa, ótima. Espero que as mudanças sejam as menores possíveis”, avaliou.

O relator disse que sua intenção é entregar seu parecer em máximo em três semanas. Perguntado sobre se possíveis modificações podem “emperrar” a tramitação da “PEC paralela” na Câmara, ele minimizou o clima. “Risco tem”, resumiu.

A “PEC paralela” é uma das principais reivindicações de governadores. Eles brigam pela inclusão de estados e municípios na reforma. Jereissati é simpático ao tema. “Não me parece ser uma questão de oposição dentro do Senado. Com os governadores apoiando, com associações de prefeitos apoiando, construímos essa comunhão”, finalizou.

Últimas notícias