Haddad sobre chat vazado: “Maior escândalo institucional da República”

Candidato petista derrotado nas eleições de 2018 reagiu à reportagem que revela mensagens entre Moro e Dallagnol: "Que se apure a verdade"

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 09/06/2019 23:21

“Podemos estar diante do maior escândalo institucional da história da República”. Foi dessa forma que o petista Fernando Haddad, candidato derrotado nas eleições presidenciais de 2018, reagiu, neste domingo (09/06/2019), à reportagem As mensagens secretas da Lava Jato, publicada pelo site The Intercept. O material revela, através de uma série de mensagens privadas, como o então juiz Sergio Moro teria direcionado o coordenador da Força-Tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, na condução da operação.

O próprio Haddad teria sido vítima, segundo a reportagem, das articulações entre os principais nomes da Lava Jato. De acordo com o site, procuradores teriam “tramado” com o então juiz  Moro para evitar a entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao jornal Folha de S.Paulo, antes das eleições de 2018, e, assim, impedir que a campanha do petista.

No Twitter, o ex-ministro da Educação ressaltou: “Que se apure toda a verdade”.

Veja:

A reportagem, dividida em quatro partes, revela que os procuradores da Lava Jato falavam abertamente sobre o desejo de impedir a vitória eleitoral do PT através do candidato Fernando Haddad.

Últimas notícias