Eduardo Bolsonaro destitui vice-líderes do PSL na Câmara

Ao todo, partido tinha doze vice-líderes na Casa. A bancada do PSL na Câmara é composta por 53 parlamentares

Andre Borges/Esp. MetrópolesAndre Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 21/10/2019 18:12

Em meio à crise interna do PSL e pouco tempo após se tornar líder da bancada da legenda na Câmara, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL),  destituiu nesta segunda-feira (21/10/2019) todos os 12 vice-líderes da legenda. As informações são do G1.

O ofício comunicando a decisão sobre a destituição dos vice-líderes foi recebido pela Secretaria-Geral da Mesa por volta das 16h20. A bancada do PSL na Casa é composta por 53 parlamentares.

Desde a semana passada, deputados da bancada têm promovido uma “guerra” de listas para definir o nome do líder que irá representar a bancada.

Listas na fila
Já foram apresentadas seis listas. A mais recente foi validada na manhã desta segunda pela Secretaria Geral da Câmara e fez de Eduardo Bolsonaro o líder da bancada no lugar de Delegado Waldir (GO). No entanto, ainda há outras duas listas na fila de conferência.

É preciso ter o apoio da maioria da bancada para se tornar líder, ou seja, ao menos 27 assinaturas.

O nome de Eduardo Bolsonaro tem o apoio do grupo mais fiel ao presidente Jair Bolsonaro. Já a outra ala, que defende a permanência de Waldir na liderança, é ligada ao presidente do partido, deputado Luciano Bivar (PE).

Últimas notícias