Damares ao Metrópoles: “Fico no governo até onde minha saúde aguentar”

Em entrevista, a ministra destacou o volume de horas de trabalho que tem exercido à frente da pasta das Mulheres

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 03/05/2019 9:38

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, está cansada. Com uma rotina de trabalho intensa, ela não esconde que, em algum momento, poderá deixar o governo para cuidar da saúde. Mas, segundo a própria, essa hora ainda não chegou.

“Ficarei neste governo até onde a minha saúde aguentar, mas tenho tido alguns problemas de saúde”, contou ao Metrópoles, em entrevista por telefone na manhã desta sexta-feira (03/05/2019).

Segundo ela, antes de aceitar a posição de ministra do governo de Jair Bolsonaro (PSL), já pensava em se aposentar. Damares é pastora e advogada e trabalhava como ativista e assessora jurídica no Congresso.

“Antes de assumir, eu estava me preparando para me aposentar. Fui convidada para construir um grande ministério e estou construindo”, alegou.

Segundo ela, a rotina atual destoa da anterior. “Tenho trabalhado em torno de 20 horas por dia. Trabalhando com oito pastas nacionais”, destacou.

Na manhã desta sexta-feira, a revista Veja publicou reportagem em que diz que a ministra estaria prestes a deixar o governo. Questionada, Damares disse que a saúde dela tem demandado atenção sim, mas talvez tenha sido mal interpretada em alguma das falas. “Olha, to achando que vou ficar os quatro anos inteiros”, concluiu.

Últimas notícias