Cartaz quebrado por deputado do PSL volta a ser exposto na Câmara

Imagem de jovem negro morto por policial havia sido vandalizada pelo Coronel Tadeu (PSL). Rodrigo Maia mandou recolocar quadro no lugar

Reprodução/TwitterReprodução/Twitter

atualizado 20/11/2019 21:22

O cartaz com a imagem de um jovem negro morto por um policial e um texto com o título “Genocídio da população negra” foi recolocado em uma exposição na Câmara dos Deputados feita por ocasião do Dia da Consciência Negra, celebrado nesta quarta-feira (20/11/2019). A obra havia sido vandalizada pelo deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP) no fim da tarde de terça-feira (19/11/2019), causando forte reação tanto no parlamento quanto fora dele. A obra, desenhada pelo cartunista Carlos Latuff, teve a realocação autorizada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), após reuniões (separadas) com a bancada da bala e com a bancada de parlamentares negros.

Ao lado da placa, foi colocado um aviso que responde às reclamações dos parlamentares que viram na obra um desrespeito aos policiais. “A Bancada Negra sabe que essa charge não representa toda a corporação e respeita os policiais que não corroboram para essas estatísticas e trabalham em prol do povo brasileiro”, diz o aviso.

A pedido da bancada de parlamentares negros, não foi impressa uma nova placa para ser colocada no lugar da que foi vandalizada. Os dois pedaços rasgados pelo Coronel Tadeu foram unidos, deixando à mostra a “cicatriz” do vandalismo.

A recolocação da placa foi celebrada por deputados como Benedita da Silva (PT-RJ). Veja:

O cartunista Carlos Latuff também celebrou nas redes sociais e agradeceu o apoio que tem recebido.

Últimas notícias