Bolsonaro tem boa aceitação à nova dieta e pneumonia está sendo curada

Presidente está internado em São Paulo desde 27 de janeiro e tem previsão de alta para esta semana

Reprodução/TwitterReprodução/Twitter

atualizado 12/02/2019 18:55

Enviada especial a São Paulo (SP) –  O presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem boa evolução clínica, boa tolerância à alimentação pela via oral e está melhorando da pneumonia, de acordo com o boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein na tarde desta terça-feira (12/2). A alta médica está prevista para esta semana.

O presidente segue com dieta leve e suplemento nutricional, sem febre e sem dores abdominais. Ele continua fazendo exercícios respiratórios e de fortalecimento muscular. As visitas permanecem restritas à família e a pessoas mais próximas.

Bolsonaro passou o dia bem-humorado. Usando um pijama preto, caminhou pelo corredor do hospital sem precisar de ajuda de andador ou da fisioterapeuta, que fica sempre ao lado.

O lanche da tarde do presidente foi chá, biscoito e torrada. Para o jantar, ele pediu para repetir o cardápio do almoço: macarrão à bolonhesa, sopa e fruta cozida.

Bolsonaro recebeu alta da unidade de tratamento semi-intensiva e passou a se alimentar somente pela via oral na segunda (11). Antes, a nutrição estava sendo feita pela veia, com a ingestão de algumas comidas nos últimos dias.

O presidente está em tratamento depois de se submeter a uma cirurgia no intestino, no dia 28 de janeiro. Na ocasião, foi retirada a bolsa de colostomia, usada pelo político desde o atentado à faca sofrido na campanha eleitoral, em setembro de 2018. Durante a internação, ele conduz o Executivo Federal de um gabinete improvisado ao lado do quarto onde se recupera.

Veja o boletim médico desta terça-feira (12/2):

Procedimento cirúrgico
O procedimento realizado em 28 de janeiro foi comandado pelo médico gastroenterologista Antonio Luiz Macedo. Bolsonaro está internado desde o dia 27 e deve permanecer no hospital até a completa recuperação. Até 29 de janeiro, o general Hamilton Mourão comandou o Palácio do Planalto como presidente em exercício.

Essa foi a terceira vez que Jair Bolsonaro passou por uma cirurgia desde que levou uma facada na barriga, no dia 6 de setembro de 2018. O atentado aconteceu durante agenda da campanha presidencial em Juiz de Fora (MG). Adélio Bispo, responsável pelo crime, foi preso minutos depois e está detido no presídio federal de segurança máxima de Campo Grande (MS).

Últimas notícias