Bolsonaro no Brics: política externa tem olhos para o Brasil

Presidente brasileiro participa de reunião com chefes de Estado da China, Índia, Rússia e África do Sul

Andre Borges/Esp. MetrópolesAndre Borges/Esp. Metrópoles

atualizado 14/11/2019 12:24

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse, ao participar da 11ª Cúpula do Brics – grupo de países que reúne Brasil, China, Índia, Rússia e África do Sul –, que a política externa está em primeiro lugar, antenada com as necessidades internas dos brasileiros.

“A política externa de meu governo tem os olhos postos no mundo, mas, em primeiro lugar, no Brasil para estar em sintonia com as nossas necessidades”, sinalizou o presidente.

Bolsonaro afirmou que o governo reconhece, como parte das obrigações, ajudar a ampliar o bem-estar dos cidadãos, “sob forma de avanços entre ciência, tecnologia e educação, de mais e melhores empregos, de mais renda, de melhoria no sistema de saúde pública, tudo mais que fará diferença no cotidiano de todos”.

“Por isso que a Presidência brasileira do Brics priorizou a obtenção de resultados concretos para o bem de nossos povos”, completou Bolsonaro em discurso.

O presidente brasileiro disse, ainda, que o governo tem compromisso com práticas mais competitivas internacionais, enfatizou o pragmatismo e uma postura mais “realista” para países do grupo.
Ele destacou que há avanço no acordo aduaneiro mútuo e que espera que a abertura da sede regional do grupo no país ajude a incrementar a carteira de projetos na Nação.

Últimas notícias