Bolsonaro defende reforma da Previdência em visita ao Recife (PE)

Presidente disse que "é mais do que um direito, é legítimo do Parlamento fazer as alterações" no texto em análise no Congresso

Marcos Corrêa/Presidência da RepúblicaMarcos Corrêa/Presidência da República

atualizado 24/05/2019 14:31

Em primeira visita ao Nordeste após a eleição, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu a aprovação da reforma da Previdência no Congresso Nacional e colocou panos quentes na queda de braço entre os poderes Executivo e Legislativo. Apesar de declarar preferência para que não haja alteração no texto que determina novas regras para a aposentadoria, disse que “é mais do que um direito, é legítimo do Parlamento fazer as alterações”.

Bolsonaro pediu o esforço de todos para a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição. “Faço um apelo aos senhores governadores do Nordeste. Nós temos um desafio pela frente que não é meu, é também dos senhores, dos prefeitos, é de todos, independentemente de questões partidárias”, comentou.

O presidente lembrou algumas das medidas adotadas pelo governo para beneficiar a população brasileira e a região, como a criação do 13º salário para os beneficiários do Bolsa Família. “Esse projeto não é meu, vem lá de trás, mas nós poderemos ter quase R$ 2 bi destinados ao Nordeste, é uma maneira de distribuição justa”, sinalizou.

Ele também parabenizou os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, por levar internet a mais de um milhão de estudantes por meio de sinal de satélite e do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, pela entrega de imóveis do programa Minha Casa Minha Vida.

Após anunciar a viagem ao Nordeste, estudantes da Universidade Federal de Pernambuco organizavam um protesto em frente ao Instituto Ricardo Brennand, onde Bolsonaro cumpriu agenda. A manifestação foi organizada pelo Facebook.

“Somos a resistência do nosso povo e queremos dizer a Bolsonaro que no Nordeste ele não se cria. Nesta sexta-feira 24 de maio, ele está com um encontro marcado no instituto Ricardo Brennand, instituto esse que por muitas vezes abarca nossos estudantes do estado de Pernambuco. Vamos todos e todas somar forças e mandar Bolsonaro de volta para os Estados Unidos, que aqui não tem vez. #NONORDESTENÃO”, diz o texto do evento na rede.

Da capital Recife (PE), onde cumpriu o primeiro compromisso, Bolsonaro segue para Petrolina para inaugurar residências do Minha Casa Minha Vida.

Últimas notícias