Bolsonaro cobra punição severa para militar preso com cocaína

No Twitter, o presidente se mostrou indignado com o episódio: "Não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país"

Alan Santos/PRAlan Santos/PR

atualizado 26/06/2019 19:32

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi ao Twitter, nesta quarta-feira (26/06/2019), para se pronunciar sobre o episódio em que um segundo-sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) foi preso, na Espanha, com 39 kg de cocaína. Bolsonaro afirmou que exigiu punição severa para o militar. “Não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país”, escreveu o presidente.

Confira o tuíte:

O segundo-sargento Manoel Silva Rodrigues, 38 anos de idade, foi preso no aeroporto de Sevilha por tráfico de drogas nessa terça-feira (25/06/2019). Ele era tripulante do voo que dava apoio à comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que participa da Cúpula do G-20, no Japão.

Droga em 37 pacotes
Nesta quarta, autoridades espanholas informaram que o sargento foi flagrado com 39 quilos de cocaína divididos em 37 pacotes em uma mala de mão. O brasileiro deixou a Base Aérea de Brasília no avião reserva da Presidência, que levou três tripulações.

A comitiva de apoio à equipe presidencial fez escala na cidade espanhola antes de seguir para o Japão, onde Bolsonaro participará da reunião de líderes das 20 maiores economias do mundo, o G20.