Alcolumbre recebe Dodge: procuradora quer permanecer no cargo

A procuradora-geral da República tem se movimentado para tentar ser reconduzida ao posto, já que seu mandato termina em breve

ReproduçãoReprodução

atualizado 12/06/2019 16:03

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), recebeu, na tarde desta quarta-feira (12/06/2019), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Segundo o senador, os dois trataram da “harmonia entre os poderes” e o “respeito entre as instituições brasileiras”. A reunião durou mais de duas horas e foi na sala da presidência do Senado.

Durante a reunião, Dodge estava acompanhada de Ivana Farina, indicada para conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e Silvio Amorim, indicado para conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). De acordo com a assessoria de imprensa da procuradora, o assunto foi mesmo a indicação dos dois nomes.

No entanto, o Metrópoles apurou que a visita foi além do assunto formal, e teve como intuito uma aproximação entre a procuradora e Alcolumbre. Dodge tem se movimentado para tentar ser reconduzida ao cargo já que seu mandato termina em breve. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, já endossa a ideia. Agora, ela está tentando o apoio do presidente do Senado.

No entanto, normalmente, o PGR chega ao cargo após participar de uma listra tríplice da Associação Nacional dos Procuradores da República. A medida não é prevista em lei, mas desde 2003 todos os presidentes indicaram para o posto um dos três nomes mais votados da lista. Assim, Raquel Dodge estaria tentando burlar a lista, o que tem revoltado demais procuradores.

Últimas notícias