Policial atira duas vezes em protesto pacífico de mulheres. Veja vídeo

O protesto foi motivado, principalmente, pelo caso de um homem que tentou estuprar duas mulheres no último dia 3 de maio, em Paraty (RJ)

atualizado 11/05/2021 13:03

Policial atira durante manifestação de mulheres no RJReprodução/ YouTube

Um policial civil interrompeu um protesto organizado por mulheres em Paraty, no Rio de Janeiro, na frente de uma delegacia. A manifestação pedia a criação do Observatório de Feminicídio de Paraty.

Vídeos mostram que ele atirou duas vezes para dispersar as manifestantes. Ninguém se feriu, de acordo com informações do site Ponte.

Assista:

As mulheres faziam uma manifestação pacífica, com gritos e cartazes. O policial, então, saiu da delegacia e atirou no chão. No vídeo também é possível ver que ele retirou cartazes colados na parede da delegacia.

O protesto foi motivado principalmente pelo caso de um homem que tentou estuprar duas mulheres no último dia 3 de maio, na praia de Antigos, a cerca de 35 km de Paraty. As manifestantes cobram uma punição dura contra o suspeito.

“O principal motivo é a punição do cara que tentou estuprar as meninas. Mas aqui não tem acolhimento, não tem delegacia da mulher. Para fazer corpo de delito tem que ir para o Perequê (bairro que fica a cerca de 40 km de Paraty) ou para Angra (dos Reis). A gente não pode andar na rua porque eles (os agressores) estão na rua?”, perguntou Inah Ribeiro, cozinheira, que participou da manifestação, em entrevista à Ponte.

A manifestação começou na Câmara dos Vereadores e, em seguida, seguia até a delegacia. Policiais civis alegaram informalmente que os disparos foram feitos para proteger o patrimônio.

Também disseram que sofrem com esgotamento emocional causado pelo reduzido número de servidores.

Últimas notícias