Polícia do Rio prende casal acusado de torturar bebê de 7 meses

No corpo da menina foram encontradas marcas de cigarro, unhas no rosto e mordidas na coxas. A denúncia foi feita à polícia pelo hospital

atualizado 23/10/2021 15:06

Polícia prende Renata Gonçalves e Willian da Conceição por tortura a filha de 7 mesesReprodução

Rio de Janeiro – Com queimaduras de cigarros, mordida nas coxas, fraturas e marcas de unhas, uma bebê de 7 meses foi levada para um hospital, em Niterói, Região Metropolitana do Rio, na sexta-feira (22/10).

A assistência social da unidade denunciou o caso à polícia, e os pais foram presos por tortura.

Na 78ª DP (Fonseca), segundo a Polícia Civil, Willian da Conceição Pessoa e Renata Gonçalves Dunhan confessaram a violência praticada contra a menina. Eles foram autuados na delegacia por lesão corporal provocada por meio cruel e tortura.

As marcas das agressões foram comprovada em laudo emitido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Segundo o delegado Geraldo Assed, as unhadas no corpo da menina foram feitas pela mãe, Renata.

Veja o vídeo:

De acordo com o Disque 100, um dos serviços da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, do Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, a violência contra crianças e adolescentes atingiu 50.098 denúncias no primeiro semestre deste ano. Desse total, 40.822 (81%) ocorreram dentro da casa da vítima.

Mais lidas
Últimas notícias