Vídeo: traficante usa farda da PM em filmagem com comparsas

Alex Silva Ozório, o Peixe, aparece sentado na calçada com um fuzil e mexendo no celular

Reprodução

atualizado 19/12/2019 17:16

Em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, traficantes do bairro do Frade se filmaram nas ruas. O detalhe: um deles traja parte de uma farda da Polícia Militar. Alex Silva Ozório, o Peixe, aparece sentado na calçada com um fuzil e mexendo no celular. Quem fez o vídeo foi Júnior Gertrudes de Oliveira, o Juninho Corta Cabeça. Ambos, segundo informações da PM, estão envolvidos na guerra do tráfico na localidade.

No vídeo, os bandidos inventam “patentes” militares: Juninho chama o comparsa de “comandante Peixe” e diz que ele é o “general Júnior Gertrudes”. Um terceiro comparsa é chamado por ele de “tenente Moída”. Ainda na gravação, Juninho filma seu fuzil, que apelidou de “meu molequinho”.

“Estamos aqui. Eu, meu molequinho, duas pistolas.. uma que perderam o pente e eu tomei porque perderam… e a glock que me devolveram. Não é igual à minha não, camuflada. Eu tô com a maior saudade dela”, diz o traficante. Juninho Corta Cabeça ainda fala, no vídeo, que estava todo se coçando, “cheio de ziquizira do mato”.

Assista às imagens:

“Só tem nariz”
No fim da gravação, ele volta a ironizar Peixe. “Olha aí o comandante. Olha o tamanho do nariz..só tem nariz”, diz.

Juninho é apontado como chefe do tráfico na favela Sapinhatuba I, também em Angra. Já Peixe comandava a venda de drogas no Frade, mas perdeu a favela para a quadrilha rival. Ambos têm mandados de prisão contra eles.

A polícia acredita que o vídeo tenha sido gravado antes do último fim de semana, quando houve confronto entre os criminosos rivais e o Bope fez uma operação na favela. Na manhã de domingo, sete corpos foram abandonados na caçamba de um caminhão na rodovia Rio Santos na altura do Frade. A 166ª DP (Angra dos Reis) investiga as mortes.

Últimas notícias