Tiroteio entre major e policial penal deixa 2 mortos e 5 feridos em Recife

Troca de tiros teria se iniciado após uma discussão entre o policial militar e o agente penitenciário

atualizado 06/09/2020 17:06

reprodução/ TV Globo

Ao menos duas pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas durante uma troca de tiros entre um major da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e um policial penal.

O tiroteio entre as duas autoridades aconteceu na noite desse sábado (5/9), em um bar localizado no bairro Boa Viagem, na zona sul de Recife (PE).

Informações iniciais apontam que a briga teria começado após o agente penitenciário se sentir incomodado com o major da PM, que estaria olhando para a esposa e a filha do policial.

Amigo de uma das vítimas, um homem contou, em uma rede social, que o agente penitenciário, após ouvir “não estou olhando nada, vá se foder” do major da PM, sacou a arma de fogo.

“O agente penitenciário não gostou e sacou a arma para intimidar. O PM pegou sua arma na cintura, e começou o tiroteio”, contou Roberto Carvalho, que disse ter saído do bar cerca de 10 minutos antes do tiroteio.

Ao Metrópoles, as polícias Civil e Militar pernambucanas confirmaram que o tiroteio teria começado “após uma discussão entre o policial militar e o agente penitenciário”.

No local, o policiamento encontrou um homem já sem vida. Outras seis pessoas, entre elas o major da PM e o agente penitenciário, teriam ficado feridas.

“Todas elas foram socorridas para unidades hospitalares do Recife. Uma delas, um homem, acabou não resistindo aos ferimentos, vindo a óbito no hospital”, esclareceu a PMPE.

O agente penitenciário está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o policial militar, em observação.

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) informou que “foram presos em flagrante delito os dois homens, de 40 e 49 anos de idade, por homicídio e tentativa de homicídio“.

Eles estão sob custódia da Polícia Militar e, tão logo tenham condições de saúde, prestarão depoimento à Polícia Civil.

No local do fato, foram apreendidos uma pistola calibre 9mm; três carregadores de G2C; 24 munições cal. 9mm; uma pistola cal. 40; uma pistola cal. 380; um carregador de pistola 638; e 15 munições de cal. 380.

“Todo o material apreendido foi encaminhado para o DHPP [Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa], que irá conduzir as investigações da ocorrência”, prosseguiu a PMPE.

“Além disso, os agentes públicos envolvidos terão que enfrentar os procedimentos internos previstos pelo regulamento de suas respectivas corporações”, complementou a corporação.

A Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) foi acionada e está investigando a ocorrência.

Em nota, a Segurança Pública Pública de Pernambuco (SSPPE) informou “lamentar profundamente que servidores públicos cuja missão é proteger a sociedade possam estar envolvidos em um fato tão trágico para as vítimas, feridos e demais presentes no momento da ocorrência”.

“Não apenas nos solidarizamos com os familiares, amigos e entes queridos, como reiteremos o empenho e a seriedade das Forças de Segurança, atuando de forma integrada, na investigação dos fatos e responsabilização dos envolvidos, tanto no âmbito criminal como no administrativo disciplinar”, prosseguiu.

Últimas notícias