PF faz operação contra Mauro Carlesse, governador do Tocantins

Ao todo, 80 policiais federais cumprem 14 mandados de busca e apreensão em Palmas, Araguaína e Dueré

atualizado 17/03/2020 10:16

Mauro CarlesseDivulgação/AL-TO

A Polícia Federal (PF), em conjunto com a Procuradoria-Geral da República (PGR), realiza, na manhã desta terça-feira (17/03), a Operação Assombro com o objetivo de desarticular organização criminosa suspeita de desviar dinheiro público por meio da contratação de funcionários fantasmas no Estado do Tocantins. Um dos alvos da ação é o governador do estado, Mauro Carlesse (DEM).

Ao todo, 80 policiais federais cumprem 14 mandados de busca e apreensão em Palmas, Araguaína e Dueré, expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). O gabinete e a casa de Carlesse são alvo das medidas.

As investigações tiveram início nas primeiros fases da Operação Catarse, desencadeada em dezembro de 2018. Os suspeitos atuariam na contratação de funcionários fantasmas para desviar dinheiro e angariar apoio político-eleitoral.

Os suspeito responderão por crime de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

 

Últimas notícias