Mãe é presa suspeita de matar filho de 2 anos com chutes e socos

O choro contínuo da vítima era o principal motivo para as punições, segundo a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG)

atualizado 14/04/2020 13:00

Casa em Montes Claros, no norte de Minas Gerias, onde ocorriam as agressõesDivulgação: PCMG

Uma mulher de 19 anos foi presa na última sexta-feira (10/04) suspeita de matar o próprio filho, uma criança de apenas 2 anos, com chutes e socos na barriga.

As agressões ocorreram em Montes Claros, no norte de Minas Gerais. O menino morreu em 20 de fevereiro com um rompimento no intestino.

Parentes da vítima relataram à Polícia Civil que a criança era submetida a agressões constantes por parte da mãe, na residência da família e em locais públicos.

A PCMG apurou ainda que, por causa das agressões sofridas, a vítima apresentou um quadro clínico de febre, dificuldade de urinar e inchaço abdominal.

Segundo o delegado Bruno Rezende, responsável pelo inquérito policial, mesmo com o choro e o sofrimento da criança, a mãe persistia em castigar o filho, agredindo-o repetidamente.

“A mãe da criança não cessava as agressões contra o filho, e o choro contínuo da vítima era o principal motivo para as punições. Demonstrando uma crueldade desmedida, a suspeita colocava a criança de castigo, de joelhos no quintal, durante à noite”, salientou.

Com a prisão da suspeita, o inquérito deverá ser concluído nos próximos 30 dias e remetidos à Justiça.

Últimas notícias