Homem é suspeito de criar cobras e usá-las para atacar animais em vídeos

Ao todo, três espécies venenosas foram apreendidas. A Polícia Ambiental analisará o caso e deverá aplicar multa

atualizado 09/07/2020 8:41

Um homem de 21 anos suspeito de criar cobras ilegalmente e usá-las para atacar outros animais em vídeos para a internet foi preso nessa quarta-feira (8/7) pela Polícia Civil, em Mogi das Cruzes (SP).

De acordo com a Polícia, o homem que criava os animais há cerca de quatro anos tem mais de 3 milhões de visualizações nas redes sociais e é conhecido em todo o país. Ao todo, três espécies venenosas, incluindo uma rara na região do Alto Tietê, foram apreendidas.

0

A investigação durou cerca de 20 dias e o suspeito foi localizado no apartamento onde mora, no bairro do Rodeio.  Os animais foram recolhidos e levados para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Eles devem ser encaminhados ao Instituto Butantan, em São Paulo, nos próximos dias.

O suspeito

A Polícia Civil também informou que foi feito um boletim de ocorrência. O suspeito foi ouvido e liberado em seguida. Ele vai responder em liberdade por praticar ato de abuso a animais, incitação ao crime, matar espécie da fauna silvestre e perigo para a vida ou saúde de outro. A Polícia Ambiental analisará o caso e deverá aplicar multa ao suspeito.

 

Últimas notícias