Ex suspeita de atear fogo em motoboy tem prisão decretada

Jovem de 20 anos foi levado ao hospital com 55% do corpo queimado. Mulher teria usado gasolina e fósforo para atacá-lo

reproduçãoreprodução

atualizado 23/01/2020 16:48

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou, nesta quinta-feira (23/01/2020), que solicitou o pedido de prisão de uma mulher acusada de atear fogo no motoboy Daniel Jean Rocha Claudinho, 20 anos.

A ex-namorada do rapaz é suspeita de ser autora da tentativa de assassinato. Segundo a família, ela não aceitava o fim da relação.

Daniel foi levado ao Hospital Souza Aguiar, no Rio de Janeiro (RJ), com 55% do corpo queimado. Ele apresenta ferimentos em praticamente todo o corpo.

Ao Metrópoles, a Polícia Civil relatou que diligências estão sendo feitas no intuito de prender a acusada.

“A delegacia ainda aguarda a melhora médica da vítima para que possa prestar depoimento“, prosseguiu a corporação, em nota.

Últimas notícias