PGR questiona governadores sobre “mau uso de verbas” na pandemia

Subprocuradora Lindora Araújo quer dados de mandatários estaduais sobre hospitais de campanha desativados e uso de recursos públicos

atualizado 19/04/2021 16:02

Gil Ferreira/Agência CNJ

Subprocuradora-geral da República, Lindora Araújo encaminhou um novo ofício a governadores, dessa vez, citando o “mau uso” de verbas públicas pelos estados. Segundo o documento, os mandatários estaduais precisam explicar os gastos de recursos provenientes do governo federal, que podem “representar prejuízo ao erário”.

Os governantes receberam ofícios da Procuradoria-Geral da República (PGR) após a instalação da CPI da Covid no Senado, que vai investigar a atuação e possíveis omissões do governo Jair Bolsonaro na crise sanitária.

A PGR elenca quatro perguntas a serem respondidas e diz que elas têm relação com outro pedido de informação não respondido de forma satisfatória pelos estados. Questiona, por exemplo, sobre o fechamento de hospitais de campanha montados para tratar pacientes com Covid-19 e os gastos com insumos e equipamentos das estruturas desativadas.

As acusações da subprocuradora se assemelham às falas do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Em fevereiro, o presidente chegou a publicar nas redes sociais uma lista com valores repassados aos estados e, em entrevistas, apontou para a possibilidade de desvio no uso da verba para a saúde.

A subprocuradora é muito próxima ao chefe do Ministério Público Federal, Augusto Aras. Ele tenta a vaga que será aberta no Supremo Tribunal Federal (STF), em julho, com a aposentadoria do decano Marco Aurélio Mello.

Últimas notícias