PGR pede a governadores explicações entre vacinas enviadas e aplicadas

Documento enviado aos governadores aponta discrepância entre os número de doses do imunizante contra a Covid-19

atualizado 16/04/2021 13:02

Augusto Aras Procurador-Geral da República tse eleicoes 2020 apuracao votos brasil 8Igo Estrela/Metrópoles

O Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de Covid-19 (Giac) enviou, na quinta-feira (15/4), um ofício aos governadores pedindo esclarecimentos sobre a discrepância entre o número de doses de vacina contra o coronavírus enviadas a cada unidade da federação e o total de doses efetivamente aplicadas.

O documento é assinado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e pela subprocuradora-geral da República Célia Regina Souza Delgado, coordenadora finalística do Giac.

No documento, o Giac aponta que, segundo o Ministério da Saúde, já foi distribuído aos estados um total de 48.088.916 doses de vacinas contra a Covid-19, mas apenas 32.160.509 foram aplicadas.

103 – CE PGR-00130013.2021 by Juliana Barbosa on Scribd

Os dados estão disponíveis no vacinômetro da plataforma LocalizaSus, mantida pelo Ministério da Saúde. Além do total geral, os ofícios relacionam o total enviado e aplicado em cada estado, registrando a diferença nos números.

O documento aponta também que a campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 começou em 18 de janeiro deste ano, com a distribuição de doses das vacinas produzidas pelo Instituto Butantan e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

As pautas de distribuição das vacinas às unidades federativas, incluindo o Distrito Federal, elaboradas e divulgadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) por meio de Informes Técnicos da Campanha, direcionam a quais públicos as doses devem ser destinadas.

Últimas notícias