PF investiga desvio de R$ 8,5 milhões de programa alimentar em PE

Operação apura atuação de organização criminosa ligada ao programa Leite de Todos. A iniciativa distribui leite a mais vulneráveis

atualizado 30/11/2022 10:45

agentes da PF e CGU cumprindo mandados em pernambuco- metropoles Reprodução/PF

A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação, na manhã desta quarta-feira (30/11), para investigar organização criminosa ligada a uma grande empresa de laticínio de Pernambuco, acusada de desviar verbas do programa Leite de Todos. A iniciativa tem como objetivo incentivar a produção pecuária familiar local e reduzir os riscos de insegurança alimentar no estado.

Em parceria com a Controladoria Geral da União, serão cumpridos 36 mandados de andados de busca e apreensão, dos quais 17 estão localizados na capital, Recife. Os demais estão distribuídos nos municípios de Águas Belas, Gravatá, Garanhuns, Itaíba, Passira, Pesqueira, Olinda, Bom Jardim e Frei Miguelinho.

A apuração foi iniciada após o recebimento do relatório de fiscalização do Tribunal de Contas de Pernambuco. Segundo a PF, o documento “apontou indícios robustos e desvio de verbas públicas o que, somente no ano de 2020, teriam resultado em prejuízo de aproximadamente R$ 8,5 milhões de reais”.

A operação Lácteos tem como objetivo desarticular a organização criminosa ligada ao laticínio. Segundo a apuração, a empresa obteve, a partir de uma cooperativa fechada, uma contratação milionária com a Seretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco para execução do programa estadual.

Os acusados podem responder pelos crimes de estelionato, peculato, organização criminosa, lavagem de dinheiro e crime contra saúde pública, cujas penas máximas somadas podem chegar a 30 anos de reclusão.

Mais lidas
Últimas notícias