Personal trainer é morta ao reclamar de vizinha que a filmava com celular

Moradores relataram que Andressa Serantoni, de 28 anos, foi esfaqueada por diversas vezes na calçada. Um casal foi preso

atualizado 13/08/2020 8:43

Reprodução

A Polícia Militar informou, nesta quinta-feira (13/8), que a personal trainer Andressa Serantoni, de 28 anos, foi morta a facadas depois de perguntar para a vizinha da mãe dela o motivo de estar sendo filmada com o celular pela moradora.

O homicídio foi registrado no começo da tarde dessa quarta-feira (12/8), no bairro Vila Anchieta, em São José do Rio Preto (SP). O casal Joel Fernandes Santos e Sidileide Normanha da Paixão Santos foi preso suspeito de cometer o crime.

“A mulher [suspeita] passava filmando todos do bairro. Quando foi questionada [pela vítima] sobre o motivo, ela começou a briga. Posteriormente, chamou o marido, que veio com a faca”, diz o comandante do pelotão do 9º Batalhão de Ações Especiais da Polícia (BAEP), Felipe Guimarães Juvino.

Testemunhas contaram que a jovem tinha ido até a casa da mãe no começo da tarde, quando se envolveu na discussão. Moradores relataram que Andressa foi esfaqueada diversas vezes na calçada.

O resgate chegou a ser acionado, mas a jovem não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

0

Últimas notícias