metropoles.com

Paulo Guedes minimiza críticas ao governo Bolsonaro: “Militância”

O ministro também criticou indiretamente o petista Lula, principal concorrente do presidente Jair Bolsonaro nas eleições deste ano

atualizado

Compartilhar notícia

Gustavo Moreno/Especial Metrópoles
Paulo Guedes em coletiva de imprensa
1 de 1 Paulo Guedes em coletiva de imprensa - Foto: Gustavo Moreno/Especial Metrópoles

O ministro da Economia, Paulo Guedes, procurou minimizar, nesta terça-feira (20/9), críticas que o governo Bolsonaro tem recebido. Para ele, os ataques são “narrativas políticas, militância”, já que os indicadores econômicos, segundo ele, “são positivos”.

Como exemplos desse cenário positivo, o ministro citou a queda da inflação e a melhora dos índices de desemprego no país. A declaração de Guedes foi feita durante evento com empresários do setor supermercadista (Abras), em São Paulo.

O ministro da Economia participou de forma remota. Ele também criticou indiretamente o petista Luiz Inácio Lula da Silva, o principal adversário do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas eleições deste ano.

“Tem candidato falando que criou 10 milhões de emprego em oito anos de mandato e nós criamos em dois anos”, afirmou Guedes.

O titular da economia citou que o atual governo gerou 16 milhões de empregos em dois anos, após o “fundo do poço da Covid até hoje”, sendo 5,7 milhões formais e quase 10 milhões informais.

Números do IBGE

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados em setembro último indicam que a taxa de desemprego no Brasil recuou para 9,3%, queda de 1,8 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre do ano. Este é o menor índice para o segundo trimestre do ano desde 2015, quando o instituto computou taxa de 8,4%. Na ocasião, a economia estava em recessão.

A população desempregada corresponde a 10,1 milhões de brasileiros, total que caiu 15,6% (menos 1,9 milhão de pessoas desocupadas) em relação ao trimestre anterior, e 32% em relação à comparação anual.

As estatísticas oficiais consideram população desempregada como a parcela de brasileiros que está sem trabalho e segue em busca de recolocação no mercado. Quem não tem emprego e não está em busca de uma vaga não entra no cálculo.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações