Paulinho da Força é condenado a 10 anos de prisão pelo STF por corrupção

Por 3 votos a 2, 1ª Turma do STF condenou o parlamentar do Cidadania por desvios envolvendo empréstimos do BNDES em 2007 e 2008

Paulinho da ForçaAntonio Cruz/Agência Brasil

atualizado 05/06/2020 22:14

O deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade-SP) foi condenado nesta sexta-feira (05/06) a 10 anos e dois meses de prisão em regime inicialmente fechado por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Os crimes, segundo o processo julgado em sessão virtual da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), ocorreram entre 2007 e 2008, quando o parlamentar do Centrão teria levado propina ao lado de comparsas para intermediar empréstimos do BNDES para a prefeitura de Praia Grande, em São Paulo, e para as lojas Marisa.

O placar foi de 3 a 2 pela condenação, o que abre espaço para recursos da defesa, os embargos infringentes.

Votaram pela condenação os ministros Luiz Fux, Luís Barroso e Rosa Weber. Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello votaram pela absolvição do deputado.

O tradicional representante do Centrão responde a outros processos no Supremo, acusado de corrupção.

Paulinho da Força não se manifestou sobre a condenação.

Últimas notícias