Pastora de 79 anos é morta a pancadas na porta de igreja em Goiás

Informações preliminares da Polícia Civil apontam que suspeito jogou pedras em ônibus após o crime, em Goiânia; motivação ainda é apurada

atualizado 14/01/2022 13:22

Pastora Odete Rosalina, assassinada na porta da igreja em GoiâniaReprodução/redes sociais

Goiânia – Uma pastora de 79 anos foi morta a pancadas de um objeto que seria uma barra de ferro na manhã desta sexta-feira (14/1), no Residencial Kátia, região sudoeste da capital goiana. De acordo com a Polícia Civil de Goiás, Odete Rosalina da Costa foi agredida até a morte em frente a uma igreja onde ela pastoreava. O suspeito foi preso.

Conforme apuração da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), o suspeito de 22 anos, identificado como Tiago, teria chegado na igreja por volta das 5h. Ele teria chegado sem roupas. No interior do prédio, estavam a pastora e um fiel, em momento de oração. O jovem chamou por uma pessoa e o fiel saiu e disse que não teria ninguém ali com esse nome.

0

Luta corporal

Conforme a polícia, ele então pulou o muro, arrombou a porta de vidro da igreja e entrou em luta corporal com o fiel e com a pastora. Na confusão, quebrou várias mesas e cadeiras de plástico. Depois de alguns instantes, saiu do local em direção à rua. Ferida, a pastora foi atrás para chamar por socorro.

O jovem voltou, pegou uma barra de metal e atacou a pastora Odete Rosalina na cabeça várias vezes. Depois disso, o suspeito saiu do local e começou a jogar pedras em alguns ônibus até ser encontrado e preso pela Polícia Militar.

O suspeito, que teria praticado o crime durante um surto, foi encaminhado para a Central de Flagrantes, em Goiânia.

O superintendente da Polícia Técnico-Científica de Goiás, Ricardo Matos, confirmou ao Metrópoles o nome e a idade da vítima.

Surto

Conforme a Polícia Civil, na madrugada desta mesma sexta, o jovem teria se envolvido em uma confusão dentro de casa. Ele teria acordado por volta das 2h e tentado atacar a própria esposa e a enteada dela com uma faca. Mas o suspeito foi contido por um tio da mulher. Depois disso, ele teria saído para a rua e desaparecido.

Nos objetos pessoais do jovem, a polícia encontrou um cachimbo. A própria família confirmou que a suspeita é que ele seria usuário de crack.

Há ainda a informação de que ele teria passado um período internado recentemente em um clínica para tratamento psiquiátrico.

A polícia vai pedir um laudo para saber se o jovem tem algum transtorno psiquiátrico ou se os episódios de violência podem ter relação com consumo de drogas.

Comoção

Muitos familiares e fiéis acompanham a movimentação de policiais militares e civis no local, assim como equipes da Polícia Técnico Científica, que realizam a perícia.

A pastora é mãe do cantor gospel Delino Marçal, de 35 anos, ganhador do Grammy Latino Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa de 2019.

Mais lidas
Últimas notícias