Jovem é preso suspeito de matar namorada a facadas perto de filho bebê

Polícia Civil de Goiás informa que vizinhos viram o momento que em suspeito saiu de casa com a criança no colo e a abandonou antes de fugir

atualizado 21/12/2021 12:32

Raiane Ferreira, morta a facadas dentro de casaReprodução: Instagram

Goiânia – Um jovem de 23 anos foi preso suspeito de matar a facadas a namorada dele, de 21, na noite segunda-feira (22/12), em Indiara, no sul de Goiás, a 102 km da capital goiana.

De acordo com a Polícia Civil de Goiás (PCGO), vizinhos contaram à família que ele saiu da casa com o filho bebê deles nos braços, deixou a criança com moradores, disse que tinha matado a namorada e fugiu.

0

Segundo a investigação, Raiane Ferreira da Silva estava em casa com o namorado, Samuel Batista, e o filho deles, de 7 meses. Em seguida, de acordo com informações repassadas por moradores à polícia, o casal começou a discutir, e vizinhos ouviram pedidos de socorro.

“Os vizinhos viram ele saindo da casa com o filho deles no colo. Ele entregou para uma vizinha e disse que tinha matado a Raiane. Aí ele pegou o carro e fugiu”, disse a irmã da vítima, Daiane Ferreira.

Sangue

A casa, segundo a polícia, ficou cheia de marcas de sangue. Roupas e objetos pessoais estavam revirados.

Familiares da vítima disseram que ela já tinha relatado constantes brigas e ameaças feitas pelo namorado. Os dois estavam juntos há mais de um ano e, durante esse período, se separaram e voltaram algumas vezes.

A vítima já havia registrado boletim de ocorrência e tinha até medida protetiva contra Samuel. No entanto, eles reataram o relacionamento depois.

Ameaça

Em abril de 2020, segundo a polícia, o suspeito foi preso por ameaça contra a namorada. Na época, ela recebeu medida protetiva por determinação da Justiça.

Na delegacia, de acordo com a investigação, o suspeito ficou em silêncio.

O jovem foi preso pela Polícia Militar horas depois do crime. Ele estava escondido em uma casa abandonada da cidade de Indiara. Depois de ser interrogado na delegacia, foi levado para o presídio local.

O Metrópoles não identificou contato da defesa do jovem para se manifestar.

Mais lidas
Últimas notícias