metropoles.com

Padre Júlio Lancellotti sobre críticas de Bolsonaro: “Seja abençoado”

Em nota enviada ao Metrópoles, padre deseja que Bolsonaro “seja abençoado” e que leve “sinal de vida e esperança para o nosso povo”

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação
Padre Julio Lancelotti e Pastoral Povo da Rua fazem ação em viaduto retirando pedras que impediam o pernoite de moradores de rua (1)
1 de 1 Padre Julio Lancelotti e Pastoral Povo da Rua fazem ação em viaduto retirando pedras que impediam o pernoite de moradores de rua (1) - Foto: Divulgação

Após ter sido alvo de críticas feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de sexta-feira (29/5), o padre Júlio Lancellotti declarou desejar que Bolsonaro “seja abençoado” e leve um “sinal de vida e esperança para o nosso povo”.

Segundo o religioso, “todas as pessoas são necessitadas das bênçãos de Deus. A ninguém deve ser negado este gesto de fé e de carinho pastoral. Os ministros religiosos são instrumentos, a benção é de Deus”.

Leia na íntegra, a nota enviada pelo clérigo ao Metrópoles:

Todas as pessoas são necessitadas das bênçãos de Deus. A ninguém deve ser negado este gesto de fé e de carinho pastoral.
Os ministros religiosos são instrumentos, a benção é de Deus.
O Sr. Exmo Presidente seja abençoado também e seja sinal de vida e esperança para o nosso povo, principalmente neste momento de tanta dor e sofrimento.
Quanto aos fatos aludidos a denúncia foi feita por mim.
O processo foi transitado e julgado e eles, condenados.

O processo ao qual se refere Júlio, diz respeito a um caso ocorrido em 2004, quando o religioso foi extorquido por um ex-interno da antiga Febem chamado Anderson Marcos Batista. Na época, Lancelotti contou que Batista ameaçava dizer que o padre teria cometido pedofilia contra seu então enteado de 8 anos.

O caso veio à tona após Lancelotti entregar à polícia conversas em que era chantageado. As investigações mostraram que Batista e sua mulher compraram vários carros de luxo, dentre eles, uma Pajero que foi financiada no nome do religioso católico. O casal foi condenado em 2011 por extorsão.

Bolsonaro sobre padre Lancellotti: “Pensam que é realmente sério”

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro comentou sobre uma foto em que o religioso aparece abençoando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após um encontro que ambos tiveram na terça-feira (25/5) para conversar sobre a população mais pobre do país (veja a imagem na postagem abaixo).

O ataque do presidente Jair Bolsonaro ao padre padre foi feito na noite de sexta-feira (29/5), quando ele conversava com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. Bolsonaro afirmou: “Tava na imprensa uma foto do Lula e do padre Lancelotti de São Paulo. Eu não vou falar tudo aqui não. O Lancelotti deu uma Pajero para alguém há um tempo atrás […] Esse padre é daquele padrão. É o padre, padre Pajero. […] Os caras colocam o Lula com um padre pensando que fosse um padre realmente sério, responsável. É daquele padrão esse padre. Padrão Fifa. Padrão 7 a 1”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações