Operação da PF destrói máquinas usadas em áreas de garimpo ilegal no Pará

A PF informou que, apenas nos últimos seis meses, o dano ambiental causado pelo garimpo ilegal na região chegou a quase R$ 8 milhões

atualizado 28/09/2020 16:01

Operação destrói 20 máquinas usadas em áreas de garimpo ilegal em terra indígena no ParáDivulgação/ Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) realizou a Operação Bezerro de Ouro II, nesta segunda-feira (28/9), que combate o garimpo ilegal na Terra Indígena Munduruku, no Pará. Foram destruídas 20 máquinas usadas para a atividade, entre elas carregadeiras e tratores.

A PF informou que, apenas nos últimos seis meses, o dano ambiental causado pelo garimpo ilegal na região chegou a quase R$ 8 milhões. A polícia identificou três grandes áreas de garimpo mapeadas dentro da Terra Indígena de Munduruku, e os agentes usaram helicóptero para chegar ao local.

Foram apreendidos também ouro, mercúrio, celulares e documentos durante a operação, no contexto da Operação Verde Brasil 2, que atua diretamente na proteção e preservação da Amazônia e de outros biomas.

A primeira etapa da Bezerro de Ouro foi realizada no início de agosto e desarticulou um grupo que atuava na extração ilícita de ouro no mesmo lugar.

Últimas notícias