São Paulo - Centro de Distribuição de Insumos Estratégicos de Saúde possui um dos maiores frigoríficos da América para abrigar insumos farmacêuticos

Número de aplicações de vacinas contra Covid cresce apenas 1% em abril

Apesar da alta na imunização, ritmo diminuiu no fim do mês, e número de doses aplicadas fica quase estável em relação a março

atualizado 01/05/2021 10:40

São Paulo - Centro de Distribuição de Insumos Estratégicos de Saúde possui um dos maiores frigoríficos da América para abrigar insumos farmacêuticosFábio Vieira/Metrópoles

O mês de abril terminou com o maior número de aplicações de doses de vacinas contra o novo coronavírus no Brasil até agora. O país contabilizou 16,1 milhões de injeções no mês, uma média de 577.997 administradas diariamente. Apesar do recorde, o crescimento com relação a março foi ínfimo, cerca de 1%, já que nesse mês foram aplicados 16 milhões de doses.

A velocidade da vacinação teve queda nos últimos sete dias, segundo a média móvel. Ao todo, foram injetadas 495 mil doses diariamente no período, contra 718 mil entre os dias 16 e 22 deste mês.

A análise foi realizada pelo (M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles, e se baseia nas informações da plataforma de divulgação da vacinação no país do Ministério da Saúde. Vale destacar que, por serem recentes, os números relativos à vacinação podem sofrer pequenas atualizações.

A meta de vacinação para abril era que ao menos 1 milhão de pessoas recebessem a dose diariamente no país. Esse foi o número projetado pelo Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ainda em março, um dia após tomar posse como novo ministro. Ele é o quarto a comandar a pasta em meio à pandemia do coronavírus. Após mais de um mês, apenas nos dias 30 de março e 20 de abril, o Brasil conseguiu a façanha de vacinar mais de 1 milhão de pessoas contra a Covid-19.

Cidades de todo o país sofrem com a falta de imunizantes. Levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra que pelo menos 499 locais tiveram de paralisar a vacinação nesta semana por falta do produto para a primeira dose. A CNM ouviu 2.096 municípios entre os dias 19 e 22 de abril.

Na quinta-feira 1 milhão de doses da vacina da Pfizer chegaram ao estado de São Paulo, o que ocorreu após polêmicas que envolveram o governo federal e o laboratório. Em 2020, a gestão Jair Bolsonaro (sem partido) rejeitou três ofertas para a compra de 70 milhões de doses produzidas pela farmacêutica. Desse total, 3 milhões poderiam ter sido aplicadas até fevereiro.

Mais lidas
Últimas notícias