Nos EUA, Weintraub começa no Banco Mundial: “Muito interessante o trabalho”

Ex-ministro terá salário de R$ 114 mil na instituição. Ele postou vídeo nas redes sociais dizendo que está com saudades do Brasil, mas feliz

atualizado 06/08/2020 11:22

Weintraub em aviãoReprodução

Sem polêmicas. É assim que o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, começa sua trajetória como diretor do Banco Mundial.

Em vídeo postado em suas redes nesta quarta-feira (4/8), o ex-ministro não provocou ninguém e comemorou a chegada de um computador enviado pela firma, já que está trabalhando remotamente por causa da pandemia de coronavírus.

“Trabalhando normalmente”, relatou. “Hoje chegou computador novo do banco, que tô usando. Até ontem estava no meu pessoal”, disse, mostrando os dois laptops.

O Banco Mundial tem sede em Washington, capital dos EUA. Weintraub, que deixou o Brasil alegando estar correndo riscos, não dá detalhes sobre onde está vivendo na América do Norte.

“Tudo indo muito bem, estou conhecendo as pessoas, gente do mundo inteiro. Muito interessante o trabalho e estou gostando muito”, afirmou Weintraub.

Veja o vídeo:

Bem pago

No emprego novo, Weintraub terá aumento de salário de quase 400% mensais em relação ao que ganhava como ministro. Os vencimentos dele eram de R$ 30.934 e vão para US$ 21.547 (quase R$ 115 mil).

0

 

Seu mandato, porém, vai só até outubro deste ano, quando deverá haver nova votação.

Últimas notícias